O Que os Homens Querem

Relacionamentos enclausurantes são burros. Somente hoje eu entendo de verdade o que isso quer dizer. Eu mesmo me enclausurei no prazer das muitas facetas do cotidiano a dois, em diversas relações amorosas. Porém, acordei para um fato essencial: nenhuma mulher, por mais poderosa que seja, é capaz de suprir o homem de todos os significados e conteúdos que necessita – e vice-versa, óbvio. Nossos talentos e preferências geram necessidades diversas, e uma única pessoa não consegue satisfazê-los. Precisamos manter nossas relações de amizade em paralelo à amorosa.

Eu adoro poesia, mas não preciso de uma mulher que se delicie comigo ouvindo Paulo Autran recitar Fernando Pessoa, e nem se emocione comigo lendo um poema de Mario Quintana. Para isso tenho amigo que recita Fernando Pessoa como ninguém e adora voltar de um dia de surf comigo ouvindo poesias de Camões no carro.

Eu adoro conversar sobre os grandes dilemas do mundo empresarial, mas não preciso de uma mulher que vibre com uma boa reflexão em torno dos fatos contemporâneos da vida corporativa. Para isso tenho amigos na minha empresa, com quem travo debates enriquecedores.

Eu adoro dar risada com as situações Seinfeldianas do cotidiano, mas não preciso de uma mulher que desabe de rir com minhas desventuras do dia a dia. Para isso tenho minha Irmã, com quem desenho novos episódios do Seinfeld a cada encontro.

Eu adoro dançar West Coast Swing, mas não preciso de uma mulher que se emocione como eu ao assistir a Jordan Fresbee e Tatiana, e queira dançar comigo. Para isso tenho minhas aulas e os diversos Workshops que posso fazer pelo mundo afora.

Eu adoro tantas outras coisas… Não precisamos fazer tudo juntos, o tempo todo. Eu preciso de tantos significados, conteúdos e interpretações da vida que uma única mulher não tem a obrigação de me dar – mas preciso de todos eles para me sentir feliz.

Não vou ser arrogante e falar em nome de todos os homens, mas sim dizer o que eu desejo (e alguns dos meus bons amigos).

O que eu preciso e amo numa mulher é que ela me proporcione apenas 4 coisas:

  • ser respeitado;
  • ser valorizado;
  • saber ouvir com interesse e empatia;
  • e ter a atitude certa na cama.

Não importa se tem corpo escultural, Phd em alguma coisa chique ou riqueza material. Preciso apenas me sentir amado, necessário. Não tem de versar sobre todos os temas que gosto de escutar, mas precisa ter vontade genuína de me ouvir quando eu estiver efervescendo. Ou então me dar aconchego diante de um dilema ou paradoxo da vida.

Claro que química é fundamental e resulta de uma afinidade de alma – e isso faz parte da magia da vida e do encontro. Claro também que confiança e amizade serão sempre básicas e vitais. Mas se ela me proporcionar aquelas 4 fontes de prazer e abertura para que eu possa viver os outros significados em outros âmbitos de vida social, serei feliz e comprometido com ela, sempre.

Cometi erros grotescos no passado ao depositar, em companheiras que eu tive, expectativas de obter tudo aquilo que precisava para ser feliz, e aprisioná-las aos meus desejos. Peço perdão. Daqui para frente, só vou fazer questão daquelas 4 atitudes fundamentais.


Compartilhe: