• Super Divertida Mente

    3 de julho de 2015

    “Divertida Mente” explica o funcionamento da mente humana e a lógica das nossas emoções de maneira didática e conceitualmente correta – imprescindível para pais e crianças, líderes e suas equipes…

    Compartilhe:
               
    LER
  • Alone Together

    30 de abril de 2015

    Na minha Palestra “A Síndrome da Conectividade Permanente”, sempre recomendo a leitura do livro “Alone Together: Why We Expect More From Technology and Less From Each Other” – obra prima de Sherry Turkle

    Compartilhe:
               
    LER
  • Não Seja Escravo da Câmera

    13 de março de 2015

    A fotografia despretensiosa é um treinamento prazeroso do olhar para reconhecer os cantos e segredos mais inusitados do cotidiano. Mas não gosto de ser escravo da câmera, que interrompe um instante de encantamento

    Compartilhe:
               
    LER
  • Frente e Verso de Amar

    18 de outubro de 2013

    Com o passar dos anos, desaprendemos a amar. Temos de nos esforçar para reprogramar nossas crenças e produzir lentes novas para enxergar a oportunidade de encontrar e viver o amor

    Compartilhe:
               
    LER
  • Saudades da Poesia

    18 de julho de 2013

    Saudades do tempo em que a poesia era meu idioma predileto, minha melhor tradutora e intérprete dos sentimentos. Ahhhh, como eu queria, ao menos por um instante, reviver aqueles tempos de poesia!

    Compartilhe:
               
    LER
  • Nosso Buraco da Alma

    16 de julho de 2013

    Todos nós temos um buraco na alma. Uma permanente sensação de incompletude. Uma lacuna que nos acompanha para sempre, provocando aquela sensação inexplicável de satisfação temporária…

    Compartilhe:
               
    LER
  • Dizer Eu Te Amo Não Basta

    12 de junho de 2013

    Tenho aprendido que amar não basta para fazer alguém feliz. Há que se traduzir este amor nas atitudes que fazem o outro se sentir amado e completo, em paz e confiança…

    Compartilhe:
               
    LER
  • O Que os Homens Querem

    12 de junho de 2013

    Relacionamentos enclausurantes são burros. Somente hoje eu entendo de verdade o que isso quer dizer. Eu mesmo me enclausurei no prazer das muitas facetas do cotidiano a dois, em diversas relações amorosas.

    Compartilhe:
               
    LER